segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

ALLIANCE FRANÇAISE





Pessoal,

Ainda não tive tempo desde que eu cheguei em Porto Alegre, em Julho, de pensar em voltar a fazer aulas de francês.

Meu trabalho tomou todo meu tempo, e agora que entramos num período calmo aqui, sem entregáveis pra ante-ontem junto ao cliente.

Assim, pela segunda vez entrei em contato com a AF de POA, dessa vez na semana passada, e pela segunda vez (da primeira vez foi presencial), senti falta do atendimento da AF Sampa. Sei lá, o povo parece meio perdido aqui, ninguém sabe direito o que informa, tudo é "eu acho", "vou verificar", "tenta falar com o fulano-de-tal"... Afffff... Sobre os formulários pro reembolso a mesma coisa, lá ninguém sabe me dizer se eles possuem ou não os formulários. Fiquei sabendo com meus amigos que vão imigrar que eles tem os documentos do reembolso sim, mas informação oficial, nada...

O preço por módulo é muuuito mais barato do que em SP, aqui pros intensivos de janeiro tá R$ 379,00, se pagar em dinheiro, mas considerando que o módulo tem a metade da carga horária de um módulo normal da AF de Sampa, a vantagem se dilui consideravelmente. E um módulo intensivo tem apenas duas semanas, também achei pouco... mas enfim, vamos fazer do limão uma limonada.

Vou começar a estudar pra fazer o teste de nivelamento e na primeira semana de janeiro começam as aulas.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Frioooooooo...


07 de dezembro – 08:50 da manhã em Montreal – 11:50 no Brasil

Segundo o site do Canal do Tempo (br.weather.com) a temperatura em Montreal é -6, com sensação de -15 graus Celsius.

Tudo de bom... hehehe

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

COINCIDÊNCIAS?!?!



Fazia tempo que eu estava pra escrever esse Post, até que ontem aconteceu uma coisa tão legal que ia escrever outro post, mas tive outro sinal e resolvi dividir esse texto em dois.

Então vai lá:

1) Sempre acreditei muito em sinais, o que a maioria das pessoas chama de coincidência. Assim foi quando eu decidi morar em SP, e assim foi quando eu resolvi trocar Sampa por Montréal.

Acho que acontece com todo mundo, dúvidas surgem, incertezas surgem. Inúmeras vezes me perguntei se estava fazendo a coisa certa. Graças ao meu bom Deus e ao meu anjo da guarda, que é forte, os sinais vieram e muitas muitas e repetidas vezes. Acho que meu anjo sabe que eu sou cabeça-dura pra caramba (hehehe!) e então volta e meia eu topo com algum símbolo que relembre que o meu caminho agora é pro Norte (risos!).

Tipo, há duas semanas eu não sabia se comprava a passagem agora ou não. Aí eu saí de casa e topei com um edifício Montréal na minha frente (acho que já vi uns 5 em Porto Alegre), fui numa balada no sábado e um cara com uma camisa escrita Canada ficou quase toda a noite com os amigos topando comigo pelo bar e pista. Resolvi comprar a passagem. Aí tava me enrolando pra escrever, hoje ia escrever sobre o outro tópico e tava no ônibus, descendo na minha parada, e do lado da porta de saída um sujeito com um camisa com uma bandeira gigante da folha de plátano e escrito Canada. Desde o início do processo foram centenas de edifícios, roupas, enfim, diferentes referências escritas Toronto, Ottawa, Vancouver, Montréal, Quebec, Canadá, tudo que linkava e me dava uma lembrança do caminho a seguir.

Coincidência? Pra mim sinais...

2) Ontem fui ler meus emails e fiquei muito muito feliz com um em especial. Duas pessoas muito queridas, do meu passado de estudante universitário, a Andréia e o Vini, me escreveram pra dizer que estão reunindo documentos pra iniciar o processo de imigração pro Quebec e pedir umas dicas.

Inúmeras vezes tive e até externei pra algumas pessoas o seguinte pensamento... Uma das coisas mais difíceis de ir embora pra outro país é deixar as pessoas queridas e as lembranças aqui, se pudesse levava todo mundo comigo pra lá... Hoje senti exatamente isso, como se eu estivesse levando muitas pessoas queridas pra lá!

Meu círculo “familiar” no Canadá, em Montréal, vai ser infinitamente maior do que eu tive na minha chegada em São Paulo. Já chego contando com o apoio e podendo prestar apoio a muitos amigos... o Jorge, a Loriane e a Larinha, o Ricardo e a Ana, o Victor e a Dani, o Stefano, o Nicolas, e na seqüência esperando a chegada da Carla e da Andréia e do Vinicius.

É isso aí, uma grande história se começa com uma base forte tem tudo pra ser maior ainda!
Vamos plantar o Brasil no meio do gelo!!!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

PASSAGEM COMPRADA!!!



É isso ae galera!!!

Finalmente minha passagem está comprada! Agora não tem volta não!!!
Contagem Regressiva geral!!!

Por acaso fui procurar preços pra fazer aquela pesquisa básica, principalmente depois que a Mexicana saiu do mercado, o que me preocupou bastante, pois os preços andaram meio ruins.

Estava eu na segunda passada, dia 08, procurando passagem e gostei muito dos preços que encontrei. No mesmo dia fechei!

Ficou na primeira semana de maio e uma volta (pra caso de zica geral... mas saí pra lá! hehehe) no meio de setembro, pela United, sendo Guarulhos-Washington-Montreal e volta idem, por R$ 1.908,00.

Se comprasse só ida sairia quase 1.650,00, então achei melhor ida e volta, menos de 300 reais de diferença.

Pra comparação, no ano passado quando fui conhecer Montreal em agosto/setembro, deixei pra comprar 1 mês antes da viagem, e saiu quase 2.400,00, pela American.

Bom, é isso aí, organizar tudo agora... e lá vou eu!!!!

domingo, 3 de outubro de 2010

ELEIÇÕES 2010

Galera,

Hoje foi dia de Eleições para Presidente, Governador, Senador e Deputados Federais e Estaduais no Brasil.

Pouca gente sabe e algumas pessoas andaram me perguntando sobre a necessidade ou não de se votar no Exterior. Precisamos aí separar algumas coisas para o melhor entendimento:
- Brasileiro em trânsito não precisa votar, justifica o voto.
- Brasileiro residente no exterior vota!

Como votar?
- Cada embaixada no Exterior é uma Zona Eleitoral (isso quem me explicou foi o TRE em SP), ou seja, pra votar no Québec teria que se cadastrar na Embaixada em Montréal, isso até 05/2010.
- Quem está lá e não fez isso precisa justificar 1o. e 2o. turno, mas não no dia da eleição, tem um prazo que vai de 30 a 60 dias, dependendo da situação do título e da residência/trânsito do eleitor.

Como o voto é obrigatório a todos os brasileiros, tem que verificar isso para não ter problemas depois...

Segue alguns endereços para auxiliar nossos amigos que não se habilitaram a tempo...

- Consulado Geral do Brasil em Montréal

- TRE/DF (que organiza a eleição no Exterior)


domingo, 26 de setembro de 2010

IMIGRAÇÃO ILEGAL

Gente, vou colocar um post sobre uma reportagem bem grande que saiu no Estadão nesse domingo (26/09/2010), sobre um assunto bastante espinhoso... Imigração Ilegal.

Não é brincadeira e não indico a ninguém ir pro Canadá como ilegal. Mesmo sendo um país de imigrantes, ser ilegal lá, como nos USA, significa viver à margem da sociedade quando se fala em serviços sociais, direitos e cidadania, valores muito mais valorizados lá do que aqui.

Segue o quadro sobre imigrantes ilegais no exterior e reportagens sobre o Canadá...





>> REPORTAGEM 1
>> Dois por dia escolhem o Canadá como lar
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100926/not_imp615358,0.php

Segundo governo do país, número de brasileiros cresceu 330% de 1999 a 2008

Os brasileiros nunca viajaram tanto para o exterior e isso não é novidade para ninguém. A novidade é que nunca viajaram tanto para o Canadá, o gigante até então desconhecido para aqueles com destino a países anglófonos. De 2000 a 2007, mais de 375 mil brasileiros entraram no Canadá - 8,2 mil como imigrantes (mais de dois por dia).

Segundo dados do departamento de imigração canadense, comparando-se os anos de 1999 e 2008, a imigração de brasileiros para aquele país aumentou em 330%.

De 1999 para cá, 12 mil brasileiros emigraram para o Canadá - 2 mil somente entre janeiro e setembro de 2009, o equivalente ao total de emigrações em 2008. Pode parecer pouco, mas o número representa apenas os que saem do Brasil já como emigrantes. Não entram aí aqueles com vistos de estudante, de trabalho ou de visitante que, uma vez no Canadá, resolvem ficar ilegais. Vistos como esses somaram mais de 400 mil nos últimos dez anos.

O endurecimento na política de concessão de vistos dos Estados Unidos após os atentados do 11 de setembro de 2001, o alto custo de passagens aéreas para países europeus e Austrália e a propaganda, por parte de agências de viagens, de um Canadá acessível, com excelente educação e qualidade de vida (e vizinho dos Estados Unidos), contribuíram para o aumento do interesse dos brasileiros pelo país.

Aliados a esses fatores está a agressiva política de imigração do Canadá, que vai na contramão de países desenvolvidos, como Inglaterra e França.

"Eu não sabia absolutamente nada do Canadá, só que fazia muito frio", lembra a carioca Janaína Duarte. "Nunca mais esqueço. Saí do Rio, estava 40 graus. Cheguei aqui, os termômetros marcavam -29. Foi assustador." Ela deixou o Brasil por questões pessoais, em janeiro de 2001, depois de um grave acidente de carro que a fez repensar sua vida. Preparou-se financeiramente por um ano para estudar inglês fora, mas não sabia para qual país seguir. O Canadá foi a opção mais barata oferecida pela agência de intercâmbio. Retornou ao Brasil em 2004, mas voltou para o Canadá, desta vez por amor. Havia conhecido Leonel, hoje seu marido. Nove anos, muito "sapo engolido" e trabalho depois, continua no país, casada e com filho.

Rio 40°. Sua história inclui ser garçonete em um restaurante italiano por semanas, comprá-lo - sem o dono saber - e transformá-lo num dos maiores restaurantes brasileiros de Toronto. Tudo isso estando ilegal e sem saber falar muito bem o inglês. O nome do estabelecimento? Rio 40°, é claro.



>> REPORTAGEM 2
>> Ex-estudante só pensa em voltar ao Brasil
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100926/not_imp615359,0.php

Casal juntou R$ 500 mil no Canadá, mas ''frieza'' do povo incomoda a jovem

Ceres Christina Silva, de Santo André, resolveu deixar o Brasil em 2001, quando viu que o que ganhava como analista de marketing não dava nem para pagar seu curso de Administração de Empresas. "Na época, a PUC já estava em R$ 700 e eu ganhava R$ 600", lembra.

Um anúncio de intercâmbio na faculdade chamou sua atenção e dois meses depois ela estava no Canadá. O início foi difícil, ela voltou ao Brasil, desiludiu-se com o mercado de trabalho e voltou para o Canadá. Comprou casa e carro no Brasil com o dinheiro que economizou em dois anos. Após se desfazer dos bens no Brasil, resolveu recomeçar a vida no Canadá.

Formada em Business, na garagem da casa de US$ 280 mil guarda sua moto, a do marido, uma caminhonete e um utilitário Pathfinder, mas o patrimônio de mais de R$ 500 mil não a faz gostar mais do país. "Penso em voltar ao Brasil todos os dias", diz ela, que critica a "frieza" dos canadenses. Mas o casal quer ter filhos e Ceres acha o Canadá melhor para a criança.

Há sete anos no país, seu atual companheiro, o goiano Rodrigo Lemos Maldi Moreira, não pensa em voltar. Seu intuito inicial era ficar apenas seis meses, juntar dinheiro e comprar uma moto Intruder usada que custava, na época, R$ 13 mil no Brasil. "Comecei a fazer dinheiro e a me empolgar com o Canadá", conta o ex-protético que ganhava R$ 1 mil por mês em Goiás.

No começo, ele e o irmão Luiz, que havia chegado antes dele, trabalhavam instalando drywall - pesadas placas de gesso usadas em casas e prédios. A adaptação à nova vida e aos trabalhos braçais foi dura. Retornou ao Brasil, mas "o dinheiro falou mais alto" e ele voltou ao Canadá. Rodrigo faz planos. "A gente pagou caro para chegar até aqui. E o meu objetivo é me tornar um protético no Canadá. Não quero ficar na construção pelo resto da vida."


E a reportagem principal (segue somente o link):

>> Dois em cada três brasileiros que vivem fora do Brasil estão em situação irregular
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100926/not_imp615339,0.php

terça-feira, 7 de setembro de 2010

DE VOLTA AO PLANETA!!!

(Após dar tempo ao tempo, estou de volta...)


Fala galera! Não morri não!!! Hehehe

Fiquei muito tempo me preparando pra esse post. A coisa foi longa e o processo todo meio traumático, mas a turbulência passou e já estou na ativa novamente.

Então... no meu último post eu estava me preparando, fazendo a International Drivers e indo para o Pantanal... Aconteceu que na semana que eu fiquei em Porto Alegre o negócio da venda da minha casa desandou. Pra ajudar tive uns gastos imprevistos e a luz vermelha acendeu! Aí fui chamado pra uma entrevista em Porto na mesma semana, e na semana seguinte, no dia que eu tava indo pra Cuiabá, deram o retorno e fechamos.

Fiquei 1 semana lá e mais 1 semana em SP, quando eu recebi a carta e entreguei meu passaporte no Consulado, e dia 01/07 comecei num projeto de uma empresa do grupo TOTVS. Nossa, fiquei hiper arrasado, pois meu plano de 1 ano foi por água abaixo. Fiquei por umas boas semanas “away” sem querer falar nada com ninguém.

Peço desculpas às pessoas que me procuraram e não dei retorno, mas aí estão os motivos...

Nas semanas seguintes recebi o passaporte, me conscientizei que eu não tinha dinheiro suficiente para um início de vida tranqüilo no Canadá e que eu tinha problemas para resolver aqui.

Investi uma grana alta numa formação Oracle, aonde já fiz 2 de 5 cursos que eu paguei, com vistas a garantir uma maior empregabilidade quando eu estiver em Montréal. Estou trabalhando feito louco, já há duas semanas sem sábado, sem domingo e sem o feriado de hoje, mas isso vai ser bom, pq vai ajudar a recompor mais rápido a minha provisão financeira.

Meu primeiro contrato, de 6 meses, vai até 1º. de janeiro, o que me deixa em uma posição difícil, pois só penso em ir embora em abril ou maio, por causa do frio, mas existe uma possibilidade (o que abre uma graaande porta) de vir a fazer um novo contrato de 6 meses com previsão de trabalho remoto. Pra isso vai depender mais resultado do trabalho que eu estou desenvolvendo do que qualquer outra coisa. Isso seria ótimo, pois teria uma renda garantida no meu início de vida fora.

Estou vendo a readaptação à Porto Alegre como um estágio para minha vida em Montréal, já que as duas cidades tem uma população e uma infra-estrutura um tanto quanto parecidas. Foi difícil no início, mas agora, com quase 2 meses e meio aqui já não está mais tão ruim assim.

Bom, é isso galera! Agora, passado esse bloqueio e de volta e com tudo pra minha preparação, me preparando para uma ida bem mais estruturada que antes, vou voltar a postar todas as coisas interessantes que eu for achando e vivendo nesse caminho.

Abração!

domingo, 13 de junho de 2010

Resolvendo últimas pendências...

Prezados,

Essa semana foi meio fora da net para resolver últimas pendências... fiquei toda a semana em Porto Alegre e aproveitei para regularizar a situação de um imóvel, renovar a carta de motorista e fazer novos óculos, tudo para não ter surpresas em cima da hora, afinal faltam praticamente 2 meses para a partida...

Agora essa próxima semana vou aproveitar para fazer um turismo básico, conhecer o Pantanal a partir de Cuiabá, e, muito provavelmente no final da outra semana volto a Porto Alegre para buscar minha PID - Permissão Internacional para Dirigir, mais conhecida como International Drivers License e assinar mais alguns documentos.

Agora passou a ansiedade... hehehe, e é só esperar o pedido do passaporte...

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Exames em Trinidad & Tobago


Boas notícias!

Liguei hoje para o consultório do Dr. Ib e a secretária me disse que os exames já tinham sido enviados, via Fedex, para T & T.

Foram enviados na sexta-feira (28/05), e hoje (02/06)... entregues!!!

Agora é só esperar a avaliação e o pedido do passaporte!

Por enquanto vou aproveitar para passar uns dias em Porto Alegre...

terça-feira, 25 de maio de 2010

CONSULTA E EXAMES MÉDICOS REALIZADOS

Prezados,

Depois da euforia de receber o pedido de exames médicos, hoje fui à batalha...

Tentei ligar no Dr. Celso (da Av. Angélica), que foi o que eu mais encontrei referências em blogs. Fiquei por meia hora tentando ligar de manhã cedo, mas só secretária eletrônica... Aí parti para a opção número 2, que foi o Dr. Ib Andersen.

Apostei nesse por ser mais perto da minha casa - ele atende no Brooklin - e não me arrependi! Liguei às 9.30, e por muita sorte tinha horário às 11.00. Saí correndo de casa com passaporte, 3 fotos 3x4 (o certo eram 3 fotos 5x7, mas aceitaram pequena mesmo).

Cheguei lá e tinham umas pessoas esperando pra exame para imigração da Austrália (ele faz Canadá, USA, Austrália e Nova Zelândia), preenchi uns forms com a secretária, paguei as taxas e depois fui pro check-up com ele. Ele foi muito atencioso, procurou amenizar a ansiedade que tava estampada na minha cara, e fez uma série de exames simples (urina, visão, fundo de olho, pressão arterial, ouviu pulmão e bateu com um martelinho no meu joelho). Ao final me deu as guias pro Raio-X e exames de sangue. Fui nos laboratórios indicados pela recepcionista como os mais baratos.

No final da tarde já tava com tudo feito e os resultados chegam pra ele em 1 semana. Após avaliação dele enviam pra Trinidad & Tobago e mais 1 semana já deve estar lá, visto que eu paguei Sedex que era mais barato (R$ 60,00), o Fedex era R$ 130,00 se não me engano.

Pra auxiliar seguem os meus gastos...
- Consulta médica: R$ 250,00
- Sedex pra TT: R$ 60,00
- Motoboy pra pegar o Raio-X: R$ 5,00
- Exames de sangue (Lab. Total): R$ 88,50
- Raio-X (Lab. Lavoisier): R$ 32,00

Total... R$ 435,50 mais pobre
(mas ao menos mais feliz... hehehehe)

segunda-feira, 24 de maio de 2010

EXAMES MEDICOS!!!


Finalmente!!! Finalmente!!!

Estou muito muito MUITO FELIZ!!!

Acabei de ver na minha caixa de correio, e... mágica!!! OS PEDIDOS DE EXAMES MÉDICOS!!!

Amanhã mesmo já vou ligar na clínica da Angélica e ver se consigo marcar o mais rápido possível!

Seis meses e 08 dias de espera... Lá vamos nós!!!

:-)

terça-feira, 18 de maio de 2010

6 MESES

Pessoal!

06 meses de espera! Isso mesmo...

No último domingo completei seis meses de entrada do meu processo no Federal. Essa espera é de matar como têm comentado o pessoal em outros blogs por aí.

Queria aproveitar e agradecer o pessoal de outros blogs, notadamente o Jorge (uvosnumafria) e a Susana e o Jeison (sueje), que tem postado informações importantes e de grande utilidade.

Espero conseguir domar a minha ansiedade cavalar nos próximos dias e começar a postar coisas de utilidade pública também.

Pelo menos pelo orkut já vi uma menina de 06/11 que já recebeu a solicitação de exames. Já é alguma coisa visto que o meu é de 16/11.

Por ora é isso, preciso roer as unhas agora... hehehe!!!

sábado, 15 de maio de 2010

HSBC FINALMENTE!!!


Prezados...

Finalmente, depois de várias reclamações, emails e ligações Brasil - Canadá e Canadá - Brasil, chegou ontem o meu envelope com o Welcome Kit e o cartão de débito do HSBC.

Parece brincadeira, mas o prazo de 10 dias úteis prometido acabou se estendendo de 22 de abril (recebimento da comunicação de abertura, por email) até 14 de maio (recebimento do envelope).

Agora tenho que ver como pedir o PIN/NIP (senha) pra poder movimentar a conta e desbloquear o Global View.

Mas é isso, aos pouquinhos as coisas vão se ajeitando... devagarinho, devagarinho... hehehe



terça-feira, 4 de maio de 2010

SENTIMENTOS CONFUSOS

Prezados,

Ontem foi um dia difícil...

Após ter me desmotivado ao extremo com meu trabalho, já visualizando o futuro no Québec, e com a ansiedade a milhão, aconteceu o que eu desejava e ao mesmo tempo não desejava... fui dispensado do trabalho...

Apesar de já pressentir isso desde sexta-feira quando recebi um email cabuloso do RH da empresa que eu trabalhava, estava (e continuo) num misto muito forte de alegria e tristeza.

Alegria por liberar o fundo de garantia e poder receber todos os meus direitos. Tristeza por deixar pessoas magníficas e que eu aprendi a conviver nesses últimos 2 anos.

Mas... a males que vem pra bem, não é mesmo? Se esse é o destino que eu estou buscando com tanto esmero, então é a hora de guardar todos os amigos de empresa do lado esquerdo do peito e na galeria das lembranças gostosas de se ter.

Vai passar... e que o futuro venha, pois estou preparado!
:-)

sexta-feira, 30 de abril de 2010

PALESTRAS E CURSO DE FRANCÊS NO SENAC

Pessoal,

Essa semana participei de um evento muito legal pra quem está imigrando ou pensa nisso...

O Senac SP (http://www.sp.senac.br/) está promovendo as Oficinas de Cultura do Québec. Eu fui no Senac Anália Franco, mas a partir de maio os eventos serão concentrados no Senac Consolação, na Dr. Vila Nova, bem pertinho do Mackenzie.

Interessantíssimo, ministrado pela profa. Carol, que fez capacitação em Montréal no ano passado, as oficinas conseguem falar em profundidade sobre assuntos da cultura e sociedade quebecois. Essa última oficina foi sobre a família quebecois, aonde ela mostrou, por filmes, a evolução da família em 1940: muitos filhos, católica, franco-canadense, latina, para a família atual: desapegada de religião, um único filho, miscigenada e multicultural. Muito legal!!!

Isso foi na segunda. Na terça já fiz minha prova de nível para retomar meus estudos de Francês lá no Senac. Fiz a prova, que não foi a melhor experiência da minha vida (hehehe!!!), principalmente pelos meses que eu estava sem estudar, mas mesmo assim consegui ser classificado para o CB3, que vai começar no próximo dia 03/05.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

PRIMEIRO POST

Amigos,

Criei esse blog há uma semana e hoje é o meu primeiro post.

A idéia aqui é contar toda a experiência única (e por vezes estafante), de estar participando do processo de imigração para o Canadá, mais especificamente pro Québec.

Meu processo começou em agosto, aos poucos irei contando tudo o que já se passou até aqui.

Espero que essa ferramenta sirva pra ajudar outras pessoas que estão passando ou pretendem passar pela mesma experiência futuramente!

Mérci a tous par l'aide et par la consideratión!